El jurado del AENACB - constituido por los Coordinadores de Dirección, Coordinador del Departamento de Lenguas y Consultora de PE - eligió a los tres carteles más creativos, que cumplieron los objetivos de la actividad, presentados en la semana del Español. Los vencedores fueron:

Instituto Nuno Álvares:

1.º Bernardo Almeida Lourenço (10.º D)

2.º Ana Sofia Beato Ribeiro (10.º G)

3.º Francisca Fernandes Brazão (10.º G)

 

Instituto Cidade de Castelo Branco:

1.º Joana Filipa Castanheira Augusto (8.º C)

2.º Gustavo Alexandre Lopes Martins (7.º C)

3.º André Gil Mendes Marinho Lucas (9.º C)

 

Instituto Faria de Vasconcelos:

1.º Rodrigo Lourenço (9°C)

2.º Beatriz Sofia Martins Redondo (8º C)

3.º Gonçalo Alves Henriques (7º A)

 

¡Todos habéis estado fantásticos, os damos la enhorabuena!

Os alunos do 9.º ano e do ensino secundário que frequentam a disciplina de Espanhol no Agrupamento Nuno Álvares deslocaram-se a Madrid e Toledo, nos dias 7 e 8 de março, para visitar alguns dos locais mais emblemáticos destas duas cidades e contactar com a língua, a cultura e alguns costumes do país vizinho.

Iniciaram a visita a Madrid no Santiago Bernabéu, estádio que ficará para sempre ligado ao futebol luso, não só devido aos jogadores portugueses que aí têm atuado, mas também ao facto de, na sua inauguração, o Real Madrid ter defrontado o Belenenses, corria o ano de 1947. No Museu Nacional Centro de Arte Rainha Sofia, apreciaram uma importante coleção de arte, que abarca o período compreendido entre o fim do século XIX e a atualidade, com especial destaque para “Guernica” de Plablo Picasso, uma das obras fundamentais no espólio do museu. Seguiu-se o Museu do Prado, pinacoteca madrilena que possuiu a coleção de pintura espanhola mais completa do século XI ao XVIII, bem como as obras principais de grandes pintores de importância universal, como El Greco, Velázquez, Goya, Tiziano, El Bosco, Van Dyck ou Rembrand. No dia seguinte, percorreram a pé alguns locais do centro nevrálgico da capital espanhola, cidade cosmopolita que combina as infraestruturas modernas e a sua condição de centro económico, financeiro e administrativo com um imenso património cultural e artístico, herança de séculos de história.

Seis alunos, do 8.º e 9.º anos integram duas das equipas, que a nível nacional participaram na 1.ª e 2.ª Fase da Competição Europeia de Estatística (ESC). A ESC é uma competição organizada pelo Eurostat (Gabinete de Estatísticas da União Europeia) e vários Institutos Nacionais de Estatística, com o propósito de promover a literacia estatística entre os estudantes e os professores. Os principais objetivos desta competição são: promover a curiosidade e o interesse dos alunos pela estatística e também mostrar aos alunos e aos professores o papel da estatística em vários aspetos da sociedade.

A competição está organizada em duas partes: a nacional, com duas fases, e a europeia. A competição nacional decorreu entre fevereiro e março e a final europeia ocorrerá em maio de 2019.

Estas duas equipas ultrapassaram com sucesso a 1.ª Fase nacional, que consistia na realização de três testes: o primeiro relativo à resolução de problemas de estatística e probabilidades e os seguintes implicavam a análise estatística de indicadores demográficos, económicos e socioculturais de Portugal e de outros países da União Europeia. O apuramento destas duas equipas à 2.ª Fase nacional foi um bom indicador do sucesso alcançado na 1.ª Fase.

No dia 11 de março de 2019 realizou-se a iniciativa - HPV e Quê? na Escola Secundária Nuno Álvares. Esta ação de sensibilização decorreu entre as 9h e as 16h e envolveu turmas do 3º ciclo e secundário da mesma escola. Abarcou um conjunto de atividades, promovidas pelo Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa contra o Cancro, que fez deslocar à escola uma carrinha Airstream equipada com material de apoio que permitiu esclarecer o que é o HPV (Papilomavírus Humano), transmissão, regras de prevenção e formas de tratamento das doenças provocadas por este vírus. De destacar, que esta ação foi bastante educativa, interativa e de muito agrado dos alunos. Em concreto foram desenvolvidas as seguintes atividades (divididas por três estações):

- Quiz (Sabias que?) em ambiente de realidade virtual, onde foram dadas informações aos alunos, sendo depois feitas algumas perguntas para avaliar os conhecimentos adquiridos;

- Distribuição de tatuagens temporárias com mensagens em realidade aumentada;

- Distribuição de folhetos com informação sobre o que é o HPV, quais os riscos, como se transmite e como se previne;

- Presença de 1 profissional de saúde (médico) para enquadramento e esclarecimento de dúvidas para toda a comunidade escolar.

Esta ação de sensibilização contou com o apoio do Projeto de Educação para a Saúde (PES) do Agrupamento.