No dia 22 de abril, realizou-se a fase intermunicipal do Concurso Nacional de Leitura, na Biblioteca Municipal de Vila Velha de Ródão. A professora Saúde Machado acompanhou três alunas, que preparou previamente, para disputarem esta fase em dois momentos distintos: fase escrita, com prova escrita, e fase oral, com leitura expressiva e argumentação. As alunas Beatriz Filipa Pires Correia e Maria Inês Semedo Roque - do Secundário - foram ambas selecionadas na fase escrita, integrando o grupo das cinco finalíssimas que disputaram os dois lugares para a fase nacional.

Nesta fase, as alunas tiveram um excelente desempenho, tendo a aluna Maria Inês Semedo Roque ficado apurada para a final Nacional da 15.ª edição deste Concurso, que irá decorrer no dia 4 de junho de 2022 em Almada.

 

Mediadora do Plano Nacional de leitura na biblioteca da ESNA

 

 No âmbito do Projeto "Todos juntos podemos ler", realizou-se a segunda sessão com a mediadora de leitura Andreia Brites, a convite da Biblioteca Escolar. A atividade decorreu na Biblioteca Egas Moniz no dia 21 de abril, às 9:25 horas e participaram não só os alunos estrangeiros envolvidos no projeto, mas também a turma de décimo ano, do curso de TAS. 

Nesta sessão foram apresentados diferentes livros e os alunos foram convidados a intervir, partilhando com o grupo experiências das suas próprias vidas retratadas nos livros apresentados.

Foi mais uma sessão dinamizada com o intuito de fazer do Português uma língua de união, contribuindo para a integração harmoniosa dos alunos na comunidade escolar, preservando sempre e valorizando as suas culturas de origem.

Na semana da leitura, seis alunos de 3.º Ciclo e quinze alunos do ensino Secundário participaram numa atividade promovida pela Biblioteca e pelo Grupo de Português, que tinha como objetivos essenciais promover o gosto pelo “livro” e pela “leitura” nos jovens e incentivar a leitura expressiva em voz alta.

Os alunos escolheram uma obra a seu gosto, poesia ou prosa, e fizeram a sua leitura expressiva perante um auditório e um júri que fez a sua avaliação. Esta teve em conta critérios específicos da leitura em voz alta, como: entoação/expressividade; articulação/dicção; respeito pelas regras de pontuação; ritmo/fluência; postura/empatia com o recetor.

Todos os participantes tiveram um desempenho notável e surpreenderam pela seleção de textos de elevada qualidade  literária.

Foi entregue  todos os alunos um certificado de participação. Pelo seu desempenho excecional, o júri distinguiu os seguintes alunos:

Ensino Básico: Afonso Sousa, 7.º A; Beatriz Trindade, 7.º A; Francisco Caseiro, 7.º A.

Ensino Secundário: Cláudia David, 12.º D; Elina Rita, 12.º G; Leonor Soares, 12.º A; Maria Eduarda Águas, 11ºB; Maria Constança Valente, 11.º G.

A Coordenadora da Biblioteca Escolar

Inserida nas comemorações da Semana da Leitura, decorreu, no dia 31 de março, a atividade “El maravilhoso mundo de la lectura en español”, dinamizada pelos professores Jorge Garcia e Célia Rodrigues e dirigida a alunos do Agrupamento.

Sob o lema “desconectarse para leer”, professores e alunos refletiram sobre as virtudes da leitura, independentemente da língua de expressão, concluindo que “la lectura es fuente de placer, de enriquecimiento personal y de conocimiento del mundo” e apontando como principal condição para melhorar a competência leitora dos jovens estudantes a necessidade de “desconectarse de la realidad que nos rodea y de las tecnologías, para introducirse en la historia que narra un libro; así  viajaremos hasta el argumento y el escenario que nos plantea la obra literaria”.

Depois de uma revisitação a Jorge Luis Borges e Alberto Manguel, os alunos encerraram a sessão com um momento de leitura, expressiva e em voz alta, de textos literários redigidos em língua espanhola.

No decorrer da semana da leitura, no âmbito do Projeto "Todos juntos podemos ler", realizou-se uma sessão com a mediadora de leitura Andreia Brites. A atividade decorreu na Biblioteca Egas Moniz no dia 29 de março, pelas 11:35, e participaram não só os alunos estrangeiros envolvidos no projeto, mas também a turma de 10.º ano do curso de TAS e a turma de 11.º ano de Literatura Portuguesa. Todos os alunos foram envolvidos de forma dinâmica na atividade, facto que parece ter sido do agrado de todos. Logo no início, foi-lhes pedido que se apresentassem, dizendo o nome, o país de origem e a língua usada em casa para comunicação com a família. Da lista de países de origem dos alunos ou dos seus progenitores ou mesmo dos países onde alguns residiram anteriormente, fazem parte os seguintes: Angola, Congo, Brasil, Espanha, França, Ucrânia, Síria, Turquia, Índia e Paquistão. Durante a sessão, a mediadora também questionou os alunos sobre as dificuldades sentidas com a leitura em língua portuguesa e ficou claro que, para os alunos provenientes do Brasil, as diferenças existentes entre o Português do Brasil e o Português Europeu representam um desafio e dificultam a compreensão da língua escrita e falada.