“Matemática Recreativa” foi a temática da sessão dirigida pelo Professor Paulo Afonso, do Instituto Politécnico de Castelo Branco, Escola Superior de Educação, para os alunos de 7º e 8º anos, no dia 18 de outubro. Esta palestra realizou-se na Escola Secundária Nuno Álvares, organizada pela Biblioteca Escolar, no âmbito das ações de articulação curricular programadas pela Biblioteca Escolar e o Departamento de Ciências.

Através de diversas tarefas abertas, suscetíveis de despertarem o interesse e a curiosidade dos alunos pela resolução dos problemas matemáticos, o professor Paulo Afonso procurou demonstrar que a Matemática pode ser motivadora, desafiadora e até divertida. Os alunos, entusiasticamente, procuraram resolver os problemas, demonstrando-se que as atividades de carácter lúdico e pedagógico poderão ser fundamentais no desenvolvimento de competências na área da matemática, tais como raciocínio e cálculo mental, e de atitudes, tais como persistência e gosto em aprender.

 

No âmbito da Hora do Conto, a Biblioteca da Escola Cidade de Castelo Branco comemorou O Dia Mundial da Alimentação, celebrado, mundialmente, no dia 16 de outubro.

Partindo da audição da história de Valerie Thomas e Korky Paul, “Que grande abóbora, Mimi!”, os alunos puderam testemunhar a importância que a Alimentação deve ter na nossa vida. A personagem Bruxa Mimi, protagonista da história escutada preocupava-se com a sua alimentação, sendo a abóbora uma presença assídua nas suas refeições. A sessão terminou, tendo sido consensual que “O Dia Mundial da Alimentação” deve ser evocado, com frequência, e não só uma vez por ano. Os alunos foram desafiados para, em casa, selecionarem um legume ou um vegetal e criarem, com muita imaginação e criatividade, um objeto, tal como fez a Bruxa Mimi que, servindo-se de um legume, criou um belíssimo helicóptero. E não foi difícil!

A Comemoração do Dia Mundial do Animal, direcionada aos alunos dos 4.ºanos, decorreu nos dias 2 e 3 de outubro, na Biblioteca da Escola Cidade de Castelo Branco e, no dia 8, na EB1 da Escola da Boa Esperança, sendo organizada pela Equipa da Biblioteca Escolar, da responsabilidade da professora Célia Rodrigues.

A sessão teve início com a participação dos alunos que partilharam, entusiasticamente, histórias, vivências pessoais acerca dos seus animais de estimação ou de animais em geral.

De seguida, os alunos observaram fotos com expressões de animais, retiradas do livro “Um dia daqueles…”, que nos fazem reconhecer sentimentos humanos, tais como amor, amizade, alegria, tristeza e muitos outros.

A professora Célia desafiou os alunos a fazerem elogios, “olhos nos olhos”, aos colegas, durante a sessão, e também a repetirem estes comportamentos no dia a dia, pois “Não há nada que não se resolva com um sorriso”.

 

Está patente à comunidade escolar do Agrupamento de Escolas Nuno Álvares a exposição itinerante dos trabalhos do Concurso «Banda Desenhada dos Direitos Humanos ».

No âmbito das comemorações dos 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, celebradas no ano de 2018, foi realizado, a nível nacional, o concurso promovido pela Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional. Deste concurso foram selecionados os dez melhores trabalhos que se encontram expostos ao público.

Esta mostra encontra-se em exposição no corredor do Bloco B, da Escola Básica Cidade de Castelo Branco de 21 a 25 de Outubro. Posteriormente, a mesma será exposta na ESNA e, seguidamente, na Escola Básica Faria de Vasconcelos.

As turmas de décimo ano da Escola Secundária Nuno Álvares têm vindo a visitar a Biblioteca Centro de Recursos, sendo convidadas a conhecerem o espaço, a despertarem para as mais-valias que o este poderá proporcionar-lhes e a saberem como mais e melhor usufruírem das mesmas.

Durante um tempo letivo de cinquenta minutos, os discentes, sob orientação das respetivas professoras de Português – Helena Diniz, Maria João Damas, Manuela Martins, Vera Oliveira e Saúde Machado – têm respondido ao desafio de um blibliopaper, especialmente conduzido pela anfitriã, a professora Saúde Machado, responsável pela BE/CR.

A partilha de informação, nesta “aula diferente”, visando a “formação do utilizador”, terá constituído, com indiscutível certeza, uma motivadora e profícua iniciativa, sobretudo para quem pela primeira vez frequenta a ESNA.