Fomos conhecer a vila medieval de Castelo Branco, a 8 e 9 de novembro, no âmbito do estudo da Idade Média, no 8.º ano.

Começámos por recordar a antiga igreja gótica de São Miguel e depois contornámos a Cerca da Vila, desde o Posteguinho de Valadares até ao Castelo. Aqui tentámos imaginar como seria o castelo, a partir das ruínas existentes e da planta que nos deixou Duarte D´Armas, cerca de 1500. Depois descemos a encosta, sempre junto à Cerca da Vila. Subimos à torre ao Espírito Santo, depois seguimos em direção à torre do relógio e terminámos onde havíamos começado, deixando a cerca fechada, para que ninguém assalte a vila.

Os nomes das ruas ensinam-nos que a vila cresceu em leque, de oeste (nomes ligados à agricultura) para leste (nomes relativos à indústria). E sobretudo divertimo-nos imenso!