No dia 22 de outubro, o aluno Miguel Pais, do 6º ano da Escola Básica Cidade de Castelo Branco, participou na gravação do programa da RTP1 intitulado “JOKER KIDS”, apresentado por Vasco Palmeirim.

O aluno em questão esteve acompanhado por um amigo chamado António Esteves, também de Castelo Branco.

 No decorrer do programa, o apresentador fez questões sobre diversos temas. O programa apareceu na RTP1, no dia 10 de dezembro, às 21:30.

Os participantes receberam alguns livros de leitura do PNL, uma garrafa do “JOKER” e entradas de família para o «Oceanário» e para o «Sea Life».

Como chegou ao patamar dos 2000 pontos, o Miguel recebeu uma máquina fotográfica instantânea da marca KODAK e entradas VIP para a família no Badoca Park.

As três turmas do 3º ano da Escola Cidade de Castelo Branco responderam ao desafio lançado pelo programa Eco-Escolas em parceria com a Compal, no sentido de elaborarem enfeites de Natal com embalagens Tetrapak.  

As professoras titulares de turma apresentaram o projeto aos seus alunos que o aceitaram prontamente. Os professores das AECs tiveram um papel muito importante na organização e execução das tarefas.

Os alunos recolheram e trouxeram de casa as embalagens tetrapak e através de uma “chuva de ideias” escolheram os trabalhos, as técnicas e os materiais a utilizar. Optaram por construir um presépio, flocos de neve e lanternas, motivos subordinados ao tema “A luz que ilumina o nosso lar”.

Desenharam, pintaram, recortaram, dobraram, colaram... e, no final, cada grupo/turma apresentou aos outros grupos o trabalho que executou.

Devido aos congestionamentos do COVID-19, os trabalhos foram individuais, embora, no seu conjunto, tenham resultado num trabalho coletivo que os alunos identificaram como “A rotunda da Europa da nossa cidade” por estabelecerem, de imediato, uma analogia com um espaço urbano de Castelo Branco que lhes é familiar.

Para além de estimular a criatividade dos alunos, pretendeu-se também chamar a atenção para a importância da reciclagem, reutilização e proteção do ambiente, reforçar a ligação escola-família e contribuir para um Natal mais sustentável.

 

 

A Escola Cidade de Castelo Branco participou nos campeonatos SuperTmatik Quiz de Física e Química 2020 com três equipas do 8º ano e três equipas do 9º ano. Os resultados globais foram excelentes: No 8º ano, entre 1241 participantes a nível nacional, Mariana Gonçalves obteve a 5º posição, Eduarda Monteiro a 6ª posição e Rodrigo Pereira a 7º posição. Já no 9º ano, entre 1095 participantes, Inês Ramalho alcançou a 4º posição nacional, o Gabriel Lopes a 7º posição e o Afonso Carrega a 11º posição.

Os campeonatos decorreram no mês de outubro, embora a seleção dos alunos tivesse sido antes do início da pandemia, no último ano letivo.

No passado sábado, dia 20 de junho, os alunos apurados do nosso Agrupamento Nuno Álvares, participaram no concurso Pangea.

Este ano bem diferente, devido ao estado em que o nosso país se encontra, pois, a Pandemia não nos permitiu estar todos juntos na Faculdade de Economia do Porto, assim a prova foi realizada on-line e cada um na sua casa.

A princípio estávamos todos um pouco nervosos, apesar dos nossos professores terem estado on-line e nos ajudarem a controlar os nervos. A prova teve início às 9:30h e terminou às 10:30h.

Foi uma experiência bem interessante, mas vamos torcer para que no próximo ano, sejamos outra vez selecionados e que seja presencialmente no Porto.

Agora estamos a aguardar pelos resultados.

Os alunos do 5ºF

No âmbito do projeto do Domínio da Autonomia e Flexibilidade Curricular das turmas 8.º B e D - O Valor da Água - foram realizadas, na sala de audiovisuais da Escola Cidade de Castelo Branco, duas palestras. A primeira foi orientada por Susana Fé, da EPAL e a segunda por Maria José Batista, administradora dos Serviços Municipalizados de Castelo Branco.

A representante da Empresa de Águas Livres de Portugal explicou que a EPAL faz a gestão sustentável dos sistemas multimunicipais de água e saneamento do Vale do Tejo e que esta empresa abrange 69 municípios, incluindo Castelo Branco.

Os alunos ficaram a conhecer o ciclo urbano da água e o funcionamento das  ETAs (estações de tratamento de água) e ETARs (estações de tratamento de água residuais). Aprenderam que a água é um recurso escasso e finito e que beber água da torneira é uma atitude mais ecológica que diminui a nossa pegada carbónica.