A azáfama começou na véspera de dia 17,Natal na Nuno Alvares 01 último dia de aulas de 1º período. A D. Lurdes e a D. São foram ao minimercado da Estação e compraram todos os ingredientes necessários para fazer as tão desejadas iguarias de Natal. No dia 17, pelas 6 da manhã, puseram, literalmente, as mãos na massa. Para as filhós, a receita da D. São manda o seguinte:

9 kg de farinha
5 dúzias de ovos
1 litro de azeite
1 kg de açúcar
½ litro de sumo de laranja natural
1 chávena de chá preto
½ kg de vaqueiro
200 gr de fermento padeiro
1 kg de pão em massa
2 chávenas de café de aguardente
½ litro de cerveja
Sal

Natal na Nuno Alvares 02

Bem amassadas, deixaram-se levedar durante 2h e 30m., ao quentinho. Enquanto aguardavam, confecionaram as saborosas azevias de grão, bem polvilhadinhas com açúcar e canela.

Por volta das 8.30, o lume já ardia. Começou a roda-viva de estender e fritar as apetecidas filhós. Foram muitos os funcionários que colaboraram nestas tarefas, auxiliando o Pai Natal de serviço, Sr. Aníbal, que se dedicou à fritura deste doce natalício, sempre com um sorriso no rosto e boa disposição.

No intervalo, todos tiveram oportunidade de provar filhós, azevias e fatias-douradas, acompanhadas de chá ou leite com cacau (48 litros!), num ambiente de festa e alegria.

Saúde Machado

 

Natal na Nuno Alvares 03 Natal na Nuno Alvares 04

Natal na Nuno Alvares 05 Natal na Nuno Alvares 06

Natal na Nuno Alvares 07 Natal na Nuno Alvares 08