O CURTE IOGURTE projeto pedagógico desenvolvido no âmbito do Programa 1 Iogurte por Dia, desenhado para alunos do 1.º ciclo do ensino básico, professores, pais e encarregados de educação, pretende não só informar, sensibilizar e mobilizar para as boas práticas do consumo diário de iogurte, como também promover o iogurte e a sua importância numa alimentação saudável, especificamente nas refeições intercalares, lanches.

Neste programa o envolvimento dos pais é fundamental para a concretização dos objetivos, assim esta edição apresentou um desafio direcionado aos pais e encarregados de educação.

O Desafio às Famílias 2017/2018 consistia em completar, da forma mais criativa e original, a frase “Dou iogurte ao meu filho, porque…” Os pais e encarregados de educação podiam escolher uma ou mais formas de representar a frase – colagens, desenhos, textos, vídeos, músicas, danças, etc.

Gonçalo  Álvaro Vicente Branco, aluno do 3.º B da Escola Nossa Senhora da Piedade do Agrupamento de Escolas Nuno Álvares de Castelo Branco, obteve o 2.º lugar com o seguinte trabalho:

Dou iogurte ao meu filho, porque é um amigo no qual posso confiar.

Proporciona mais equilíbrio e saúde para o seu bem estar. 

É fonte de nutrientes e boa energia lhe vai dar.

Se todos o tomarem vão ser fortes, saudáveis e todos os desafios vencer.

A arte de ouvir e recontar histórias faz parte do imaginário de cada um de nós e é daquelas experiências que guardamos na memória e que mais tarde ou mais cedo se voltam a reviver com a chegada dos filhos ou dos netos.

Com o propósito de recriar os serões no tempo dos nossos avós, reunindo diferentes gerações e promovendo momentos de confraternização, a Escola Nossa Senhora da Piedade, no passado dia 17, levou a efeito uma sessão de contos muito especial “Contos à lareira”, em que as estrelas da noite foram os familiares dos alunos, que encantaram com as suas histórias e proporcionaram um serão muito aprazível.

Findadas as narrativas houve filhós, café e cacau quente para todos os presentes, num momento de convívio, numa noite que, afinal, se revelou fria.

Agradecemos o sucesso desta iniciativa a todos os envolvidos neste projeto e, principalmente, aos familiares dos alunos que participaram de forma tão ativa neste agradável serão.

18 de maio é o dia proposto  pelo  ICOM – Conselho Internacional de Museus (organismo da UNESCO), para comemorar o dia Internacional dos Museus. Este dia abrem-se as portas dos museus gratuitamente, para que todos possam visitar as suas exposições e obras, assim como participar nas atividades preparadas para comemorar o dia. O horário é alargado com o objetivo de mais pessoas poderem visitar estes espaços.

Este ano o ICOM escolheu o tema Hiperconetividade, termo criado em 2001 para designar as múltiplas formas de comunicação dos nossos dias. As redes globais de conexões tornam-se cada dia mais complexas, diversas e integradas. No mundo hiperconectado de hoje os museus juntam-se a esta nova tendência por isso o Conselho Internacional de Museus (ICOM) escolheu o tema “Museus hiperconectados: novas abordagens, novos públicos” para o Dia Internacional dos Museus 2018.

Dia 15 de março, celebrou-se o Dia Internacional da Família, data escolhida pela Assembleia Geral da ONU em 1993. Esta celebração tem como objetivo alertar para a importância da família na estrutura do núcleo familiar e o seu relevo na base da educação infantil, bem como reforçar a mensagem de união, amor, respeito e compreensão necessárias para o bom relacionamento de todos os elementos que a compõem.

Os alunos do 3.º B da Escola Senhora da Piedade assinalaram este dia tão importante, com a elaboração de um filme que enviaram às suas famílias.

 

No dia 15 de maio, recebemos a visita da Embaixadora da Missão Continente. Fez-nos uma apresentação muito atrativa da roda dos alimentos Mediterrânica e explicou-nos a importância da sopa e a sua forma de confeção para que os nutrientes não percam propriedades. Entre outras informações chamou a atenção para o semáforo nutricional.

No final da apresentação realizamos um jogo e recebemos um presente giríssimo, uma t-shirt, uma almofada, um livro de escrita, um boneco e um saco.

Adoramos tudo, mas mais do que as prendas foi muito importante a nossa participação nos dois desafios, pois os trabalhos realizados permitiram-nos refletir e aprender o que devemos fazer para ter um estilo de vida equilibrado, uma alimentação saudável e um consumo consciente.

Agora só nos falta uma etapa a visita à loja Continente.