netGIAE

 

 

No dia 15 de abril eu, os meus amigos e as turmas do 4º anoVisita-de-estudo-a-Belmonte-3 fomos a Belmonte, a terra dos Judeus.

Quando chegamos a Belmonte fomos lanchar, apesar de estar a chover.

De seguida fomos ao Museu Judaico. Belmonte era a terra em Portugal que os Judeus mais escolhiam. Aprendemos que os Judeus foram vítimas de uma inquisição e que alguns conseguiram fugir e passaram por Portugal. Mas não ficaram cá porque não os deixaram.

Fomos para o Museu dos Descobrimentos que falava muito sobre Pedro Álvares Cabral natural de Belmonte.

Numa das salas entramos numa espécie de interior da nau de Pedro Álvares Cabral, e descobrimos várias coisas sobre a nau e o que ele viu no Brasil.

Depois entramos numa sala com um ecrã enorme Visita-de-estudo-a-Belmonte-2onde vimos uma tempestade e uma nau a afundar, depois veio o bom tempo e viram-se naus a aproximar-se.

Logo de seguida encontramos numa sala que era uma espécie de cópia da Floresta da Amazónia e descobrimos muitos factos sobre ela.

Assim que saímos desta sala entramos noutra sala com uma luz azul e com várias palavras.

Quando saímos desse Museu fomos para o Museu do Azeite que antigamente era um lagar de azeite. Ai aprendemos como se fazia o azeite e no final deixaram-nos comer um bocadinho de pão com azeite.

Depois fomos almoçar e seguiu-se a visita ao MuseuVisita-de-estudo-a-Belmonte-1 que falava sobre o Rio Zêzere, onde descobrimos vários animais que viviam junto dele que estão em via de extinção.

Assim que saímos desse museu andamos no comboio turístico e passamos pela Sinagoga.

A seguir fomos à capela de Santiago e ao Panteão dos Cabrais.

De seguida fomos ao Castelo, onde terminámos a visita. Aprendi muita coisa.

Matilde Grácio – 4ºA BE