Promover o saber e o enriquecimento cultural dos alunos bem como relações de partilha e parceria com toda a comunidade educativa foi o objetivo central da atividade que levou a Biblioteca Escolar da Escola Cidade de Castelo Branco a dinamizar o Dia Internacional da Música, trazendo à Escola o notável músico albicastrense, Miguel Carvalhinho. Homem das letras, das artes, da música e do ensino, é conhecido pela mestria no domínio da guitarra clássica e da viola beiroa, instrumento com significado cultural e artístico nesta região, que foi resgatado do esquecimento, ganhando uma nova vida nas mãos deste músico.
O presidente da comissão administrativa do Agrupamento, António Carvalho, deu as boas vindas a Miguel Carvalhinho, agradecendo a sua participação na dinamização deste projeto.
Com o seu talento, o guitarrista deu voz à viola beiroa, animando uma sala repleta de pais, alunos e professores. Fez cantar a viola e todos os presentes com melodias bem conhecidas desta terra, como Alecrim, Senhora do Almortão, Saudades da Beira….
Miguel Carvalhinho revelou-se, igualmente, um contador de histórias, deixando os ouvintes seduzidos pelo homem e pela sua obra musical.
Esta atividade foi realizada em estreita colaboração com a turma do 5ºE, cujos alunos têm ensino articulado com o Conservatória de Castelo Branco. Através das palavras, procuraram transmitir o seu conceito de música, abrindo a tertúlia com frases de grande sensibilidade, que abriram as portas para a evasão que este momento musical a todos proporcionou:
      “Para mim, a música são mil palavras!”
      “A música é um sonho tornado realidade”

Maria da Saúde