netGIAE

 

 

No âmbito do concurso Nacional “Eco - Código” promovido pela ABAE,  foram desenvolvidas atividades com alunos do Conselho Eco - Escolas e uma turma de 6º ano de escolaridade, nas disciplinas de Ciências Naturais, Oferta Complementar, TIC e Educação Visual, no âmbito dos temas trabalhados no projeto ao longo do ano letivo.

Numa perspetiva de interdisciplinaridade, em Educação Visual, os alunos desenvolveram uma atividade de Banda Desenhada, integrada na elaboração de um Cartaz, para a qual foi proposta a temática ambiental. Esta atividade permitiu aos alunos desenvolver a aprendizagem de códigos de comunicação visual, signos visuais e uso dos meios de comunicação, dando corpo e expressão às prementes, por crescentes e atuais, preocupações relativas às alterações climáticas.

O foco central de todo o trabalho desenvolvido foi a sensibilização para o respeito e preservação do ambiente e do património, fomentando e desenvolvendo atitudes e comportamentos a adotar, na escola e fora dela, alertando sempre para as consequências nefastas e riscos que corremos, se todos nós não tivermos uma intervenção consciente perante o planeta. Os alunos do 6ºD, continuaram a desenvolver este ano letivo o projeto interdisciplinar “Resíduos ZERO”, dando continuidade à temática dos resíduos, de uma forma geral, mas também à conservação e preservação dos materiais terrestres suportes da vida na Terra. Durante o 1º e 2º período foram sendo debatidas ideias sobre a importância da Natureza e da manutenção do seu equilíbrio, quer em termos globais, quer em termos individuais, nomeadamente no que se refere ao impacto na vida e na saúde de todos nós (aulas de Ciências Naturais e Oferta Complementar). Os alunos construiram inúmeras eco-frases, que posteriormente selecionaram, de acordo com a originalidade e impacto na comunidade escolar. Foi com base nesse trabalho e no uso continuado e sistemático das novas tecnologias, decorrente da nova modalidade de ensino, que ao longo do 3º período idealizaram o cartaz Eco-Código, projetando-o e construindo-o, na disciplina de TIC. Individualmente os alunos construiram um cartaz e o produto final resultou da articulação dos aspetos que ressaltaram no trabalho de cada um. No próximo ano letivo o cartaz será divulgado através da página do agrupamento e fisicamente afixado nos vários espaços escolares.

A votação do Póster Digital, será realizada na página do Facebook do Programa Eco-Escolas, pela comunidade virtual. Serão premiados, os trabalhos com maior número de likes na página, de 1 a 15 de julho de 2020.  Vamos todos fazer "Gosto".

Autores: Alunos do Conselho Eco-Escolas, alunos e professores de Ciências Naturais, Oferta Complementar, Educação Visual e TIC da turma 6ºD, professores coordenadores do projeto.

Castelo Branco, junho de 2020

 

Aconteceu entre 8 e 10 de novembro o Seminário Nacional JRA (Programa Jovens Repórteres para o Ambiente), em parceria com o Município de Ílhavo e que decorreu no Museu Marítimo desta cidade. Contou com a participação de alunos e professores de diversos ciclos de ensino de todo o país, bem como o presidente e alguns vereadores da Câmara Municipal de Ílhavo, representantes da Associação Bandeira Azul da Europa, da Agência Portuguesa do Ambiente, do Ministério da Educação, e também jornalistas de diversos meios de comunicação nacionais.

Durante o seminário foram entregues os prémios do Concurso Nacional Jovens Repórteres para o Ambiente, promovido pela ABAE / Fee Portugal, no âmbito do Programa Eco Escolas e as alunas Márcia Capinha e Cláudia David, foram as vencedoras do 3º lugar nacional, no escalão 11-14, com a reportagem “Quando algo de bom passa do limite “.

A Escola Cidade de Castelo Branco, do Agrupamento de Escolas Nuno Álvares, recebeu, no passado dia 18 de outubro, a sua décima primeira Bandeira Verde, numa gala realizada no Pavilhão Multiusos de Guimarães, cidade berço de Portugal, pela Associação da Bandeira Azul da Europa. A Bandeira Verde é um galardão que distingue as escolas que pertencem ao Programa Eco -Escolas, que pretende promover a educação ambiental para a sustentabilidade.

Nesta edição, durante a manhã, o grupo da nossa escola, constituído por 7 alunos e 2 professoras (todos elementos do Conselho Eco – Escolas) teve a oportunidade de visitar a Eco- Mostra onde estiveram presentes vários parceiros do Eco - Escolas que proporcionaram aos participantes diversas atividades.

Após o almoço, seguimos para a gala “em si” durante a qual, distrito a distrito, foram sendo anunciadas as escolas galardoadas. A tarde foi animada com música, desfile de moda, ginástica acrobática e para terminar, o grupo “Os Azeitonas”, proporcionou-nos um excelente concerto.

É de salientar e agradecer o empenho e o esforço que a Comunidade Educativa da Escola Cidade de Castelo Branco tem demonstrado ao longo destes onze anos.

Afonso Carrega, aluno do 9º ano da Escola Cidade de Castelo Branco

 

No âmbito do programa Jovens Repórteres para o Ambiente (JRA), promovido pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE), as alunas Cláudia David e Márcia Capinha, do 9º B, foram selecionadas para integrar a Missão «Ex-situ 2019» que se realizou no Jardim Zoológico de Lisboa, ao longo de quatro dias.

A participação nesta missão constituiu um prémio para as Jovens Repórteres, pelo seu empenhamento e motivação pelo trabalho jornalístico em situação real. Para serem selecionadas tiveram de escrever uma notícia/reportagem que abordasse um problema ambiental, e uma carta de motivação.

Esta missão integrou estudantes de diversas idades, cujo principal objetivo era realizar trabalho de campo, entrevistas e trabalho em grupo, de modo a produzir artigos e outros trabalhos de comunicação, no final de cada dia. O enfoque das reportagens foi o papel dos Jardins Zoológicos na conservação “ex-situ”: oportunidades e desafios.