Escola Cidade de Castelo Branco hasteou a 10ª Bandeira Verde

No dia 23 de outubro, a comunidade educativa e membros do Conselho Eco-Escolas reuniram-se, na Escola Cidade de Castelo Branco, para a cerimónia do hastear da décima Bandeira Verde, no âmbito do programa Eco-Escolas.

Aos alunos, professores e funcionários, juntaram-se o Vice-Presidente da Câmara, o Presidente da Junta de Freguesia, a Presidente da Cáritas de Castelo Branco, o representante da Quercus, e vários Encarregados de Educação.

A cerimónia foi abrilhantada por um grupo de alunos de ginástica acrobática e por três clarinetistas, alunos do Clube Europeu.

Foram também distribuídos Certificados às alunas que receberam uma Menção Honrosa no concurso nacional “Uma Árvore, uma Floresta”, promovido pela Associação de Professores de Geografia.

O evento terminou com um pequeno-almoço convívio, na sala de professores, onde se cantaram os parabéns pelos 10 anos de Eco-Escola e os alunos apagaram as velas de um bolo alusivo à data. O Diretor do Agrupamento e o Vice-Presidente da Câmara proferiram algumas palavras de reconhecimento e de incentivo à continuação do bom trabalho ambiental que se tem feito.

A Bandeira Verde é o símbolo de qualidade ambiental e reconhecimento do trabalho de todos os que contribuem para a sustentabilidade ambiental.

Pode ver o video aqui.

No âmbito do projeto Eco-Escolas, a turma do 4º B respondeu ao “Desafio UHU” que propunha a produção de um painel, com recurso a colagens e à reutilização de materiais, que representasse um espaço florestal e que incluísse mensagens relativas à Floresta.

O desafio teve como objetivos:

- Estimular, através de atividades práticas, o aumento da literacia para a sustentabilidade em geral e biodiversidade em particular;

- Educar para a manutenção e preservação dos ecossistemas florestais;

- Desenvolver competências nas áreas de investigação e expressão plástica.

As fotos do painel e a memória descritiva podem ser vistos em:

Fotos e memória descritiva

l

Este ano, a Escola Cidade de Castelo Branco iniciou o Dia Eco-Escola, 5 de junho, também Dia Mundial do Ambiente, com uma parte significativa de alunos, professores e funcionários, a deslocar-se a pé para a escola. A localização do estabelecimento de ensino numa periferia da cidade, dificulta as deslocações a pé devido às grandes distâncias a percorrer, contudo, muitos corresponderam ao apelo e algumas turmas até se organizaram com os respetivos diretores de turma para fazerem a deslocação do seu bairro até à escola, a pé.