A Biblioteca da Escola Cidade de Castelo Branco assinalou ao longo da última semana de janeiro, o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto, em articulação com a disciplina de História. Destinada aos alunos do 9.º ano, a atividade desenvolvida ao longo de várias sessões, pretendeu comemorar a libertação dos prisioneiros de Auschwitz, pelas tropas soviéticas, que ocorreu a 27 de janeiro de 1945.

A professora bibliotecária, Célia Rodrigues, dinamizou a atividade fazendo referência a vários livros que abordam este período negro da História da humanidade e também a partir da exploração de fotografias do campo de extermínio de Auschwitz, onde foram mortos mais de um milhão e cem mil prisioneiros, sendo cerca de noventa por cento judeus.  A docente motivou e cativou a atenção dos alunos, revelada pelo profundo silêncio perante a dura realidade comprovada pelas imagens e descrições feitas pela professora, apenas interrompido com intervenções e questões oportunas que os discentes iam colocando.

Para além de alargar os conhecimentos dos alunos sobre este período histórico, esta atividade teve também como finalidade despertar nos alunos o espírito crítico perante a realidade que os cerca, torná-los cidadãos responsáveis e intervenientes, pois como afirmou Elie Wisel, sobrevivente do Holocausto e Prémio Nobel da Paz em 1986, “esquecer o Holocausto é matar duas vezes.”