Os alunos de 4.º ano da EB Boa Esperança realizaram15.02 Visita Clube-de-Ciencia-1 uma atividade experimental para a qual solicitaram orientação/colaboração do Clube de Ciências que decorre nas tardes de quarta-feira na Escola Cidade de Castelo Branco. A atividade teve lugar no dia 15 de fevereiro e uniu desta forma alunos de 1.º, 2.º e 3.º ciclos.

Os alunos da EB Boa Esperança têm em mãos um projeto de âmbito multidisciplinar e do qual a componente experimental se reveste de particular importância. Assim, as professoras Florinda e Teresa Condeixa apresentaram processos de extração de óleos, utilizando processos como a decantação ou destilação. Foi mais um momento enriquecedor de vivência experimental, com a presença dos vários elementos que este cenário envolve, em que os alunos de 4.º ano puderam desde já conhecer o que estará ao seu alcance no próximo ano letivo, podendo, assim, abrir caminho à realidade futura.

Agentes do SEPNA (Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente) 02 02 Visita Agentes do SEPNA EB Boa Esperanca 01visitaram a turma do 4º ano da EB Boa Esperança, no dia 2 de fevereiro, para divulgarem a ação da GNR junto da floresta.

O agente José Manuel Cruz apresentou a mascote Lince Ibérico para dar início à apresentação. Deu bons conselhos e começou por fazer o retrato das florestas da região em que a marca da poluição ainda se encontra presente (embora com melhorias a registar). As empresas continuam a infringir a lei, nomeadamente indústria têxtil, queijarias e outras que despejam nas matas verdadeiros montes de sucatas, prejudicando o ar, a água, os solos e os animais.

Nos dias 8 e 9 de fevereiro os alunos do 3º e 4º anos Narrativa de uma Obra de Emocoes 1da Boa Esperança puderam visitar a exposição/oficina a decorrer no antigo edifício dos CTT, do artista plástico albicastrense, Alexandre Frade Correia sob a designação "Narrativa de uma Obra de Emoções".

No local, com a orientação da monitora Maria Belo, observaram atentamente as obras, podendo constatarmos a diversidade de técnicas e materiais utilizados e tendo cada aluno a oportunidade de manifestar os sentimentos e emoções que alguns quadros lhes despertavam, assim como eleger o que mais os impressionou. Realizaram ainda actividades de expressão corporal aludindo a formas e motivos observados dando azo à sua criatividade e expressividade.

Um dos momentos de um trivial dia do mês de janeiro31 01 BE TPC1 transformou-se numa ocasião de festejo por parte dos alunos da turma de 4.º ano da EB Boa Esperança.

A manifestação de contentamento deveu-se à marcação de um trabalho de casa, vulgo TPC, ao que todos corresponderam entusiasticamente, elevando os braços: "Viva o trabalho de casa!". A tarefa reportava-se a um "Trabalho de pesquisa sobre a Lua".

Marcar um trabalho de casa é um ato tão rotineiro quanto assistir às aulas, mas a verdade é que, pelo insólito da reação e pela realização da dita tarefa por 100% dos alunos, a situação merece ser partilhada.

A Escola da Boa Esperança vive o sonho de Natal, 15.12 BE Portas de encantar 02vivência sentida em particular por todos os alunos que a frequentam e que, de forma entusiasta, têm decorado as portas da sua sala de aula de forma criativa. A atividade tem decorrido durante a semana e o resultado está à vista.

Depois das janelas decoradas com a magia do Natal, a nossa escola decidiu enveredar este ano letivo pela decoração das portas de entrada das salas de aula que continuam a manter vivo o sonho de Natal.

Os alunos tiveram a oportunidade de conceber o plano de trabalho e a conceção dos elementos que compõem o painel de ilustração. Entre papéis de diversos géneros, colas, tesouras e muita imaginação foi grande a azáfama e alegria de professoras titulares de turma, professoras de apoio e alunos da escola que se esmeraram por fazer um trabalho final de qualidade.

Que o fascínio de Natal e o seu simbolismo perdurem são os desejos da equipa de trabalho da EB Boa Esperança.