No passado dia 14 de novembro, na Biblioteca Escolar, a Engenheira Agrónoma Fernanda Delgado, professora na Escola Superior Agrária de Castelo Branco, fez uma palestra sobre as plantas aromáticas desta região e os seus valores nutritivos e medicinais, a convite da Professora bibliotecária, em articulação com a disciplina de Ciências Naturais.

As turmas de 8º ano da Escola Cidade de Castelo Branco reuniram-se na biblioteca às 9:15h, sabendo o tema da palestra que iriam escutar. Quando os alunos chegaram, os professores deram-lhes panfletos com informações sobre algumas plantas aromáticas, acompanhadas das respetivas imagens.

A Engª. Fernanda Delgado começou por se apresentar e expor o assunto a desenvolver. Trouxe várias plantas aromáticas e medicinais (PAM) para mostrar e para os alunos cheirarem. Entre as plantas apresentadas encontrava-se o louro, o orégão, o tomilho, o alecrim, o poejo, a hortelã...

Os alunos tiveram ainda a oportunidade de aprender algumas utilizações de várias plantas: perfumes, detergentes, pasta de dentes, massagem, pastilhas, etc. A Enga. Fernanda Delgado ensinou que, se alguém fosse ao campo colher ervas aromáticas espontâneas, devia ter cuidado, porque algumas plantas são venenosas podendo causar a morte se forem consumidas, e que se deveria deixar sempre um ou dois pés dessa planta para que, no ano seguinte, ela pudesse, de novo, crescer. Para terminar, a palestrante ensinou a fazer um viveiro para a salsa, a partir de uma garrafa de água de um litro e meio.

No final, agradeceu-se à Enga. Fernanda Delgado por ter ido à nossa biblioteca fazer aquela palestra, que tanto nos ensinou e motivou para o vasto e fascinante mundo da botânica.

André Nunes nº5 8ºD

Os alunos do 3.º A e 3.º B da Escola Cidade de Castelo Branco efetuaram uma visita de estudo à Igreja de S. Miguel, mais conhecida por Sé, e ao Jardim do Paço, no passado dia 12 de novembro. Esta visita teve como objetivo proporcionar aos alunos o conhecimento de algumas referências históricas da nossa cidade.

Pudemos contar com a ajuda do professor José Teodoro, para nos explicar as origens e as caraterísticas destes dois monumentos históricos da nossa cidade.

Os alunos prometeram voltar para apreciarem melhor estas preciosidades.

No passado dia 12 de novembro a turma do 5ºE foi à biblioteca realizar um bibliopaper. Esta atividade consiste num jogo que tem como objetivo orientar os alunos naquele espaço.

Para realizar esse jogo os alunos tiveram que procurar livros, jogos, filmes e outros recursos disponíveis na biblioteca, identificando títulos e autores. Depois foi ainda necessário responder a questões relacionadas com as regras da biblioteca.

Foi uma atividade interessante na qual os alunos se divertiram imenso.

Pedro Mendes e Bruno Gonçalves, 5ºE

O mês de outubro terminou de forma fantástica na Escola Cidade Castelo Branco. Foi com muito colorido e magia que a Biblioteca Escolar dinamizou o Dia das Bruxas, entre turmas do 1.º ciclo e do Jardim de Infância.

As atividades começaram 15 dias antes, com um desafio lançado a todos os alunos:  “Mostra a tua garra – põe a tua imaginação a trabalhar e, para a Biblioteca enfeitar, um gato vais apresentar”. Começaram, então, a surgir gatos de diversas formas, cores, tamanhos e feitios, cada um mais criativo do que o outro. Com esses gatos, verdadeiro símbolo do Dia das Bruxas, a equipa da Biblioteca Escolar decorou o átrio principal da escola. Entre o dia 30 de novembro e 1 de outubro, a hora do conto na Biblioteca e no Jardim de Infância da Boa Esperança foi o momento alto da alegria dos alunos, que através das histórias encenadas pela Professora Saúde, viajaram para castelos distantes, com bruxas, feitiços, abóboras, múmias e dragões. Abracadabra, e abriram-se as portas para a leitura, compreensão, vivência de histórias fantásticas que tornaram a escola um local de felicidade, de aprendizagens e experiências múltiplas.

Pozinhos de Prilin…pin…pin… Esta história chegou ao fim!!!

Outubro foi o Mês Internacional das Bibliotecas Escolares, sendo assinalado, em todo o mundo, com iniciativas diversificadas de promoção do livro, da leitura e da biblioteca. Em Portugal, a RBE (Rede de Bibliotecas Escolares) propôs que se concentrassem as atividades no dia 28 de outubro.

Assim, a equipa da Biblioteca Escolar facultou textos de autores como Valter Hugo Mãe, Alice Vieira,  António Torrado, Luísa Dacosta, José Jorge Letria …, relacionados com a importância dos livros, da leitura e da biblioteca e sugeriu que, à volta desses textos, se proporcionasse um momento de leitura em todas as salas de aula, para que os alunos tivessem oportunidade de conversar e escrever sobre a biblioteca enquanto porta aberta para a vida. Os professores de Português e do 1º ciclo dinamizaram a atividade de leitura, com todas as turmas da escola, selecionando as modalidades de abordagem que melhor se adequassem ao seu público e promovendo um debate aberto e construtivo. Os alunos escreveram, ainda, um pequeno texto, dando a sua opinião sobre o valor dos livros e da biblioteca.

Esta atividade de promoção da leitura, do livro e da biblioteca foi transversal a todos os estabelecimentos envolvidos dos concelhos de Castelo Branco e Vila Velha de Ródão.

Aqui ficam alguns depoimentos dos alunos, que aderiram entusiasticamente à partilha da sua opinião sobre a biblioteca:

- As bibliotecas são como aeroportos. São lugares de partida onde os leitores se transformam em passageiros de primeira classe. Os livros são lugares imaginários. São os ingredientes que compõem os homens e as mulheres do futuro!
- Um livro vale tanto como uma pessoa, pois quando abro um livro entro num mundo em que aprendo a viver melhor. A leitura ajuda-nos em tudo o que fazemos. Com leitura a vida torna-se mais fácil. Um livro é um amigo que, apesar de não falar, quando o abrimos ficamos com mais alegria. A biblioteca é um local onde podemos fazer isto tudo.
- Eu acho que os livros nos ajudam a treinar a leitura e a sonhar, cada livro traz-nos um sonho diferente. A biblioteca escolar é um sítio fantástico onde podemos ler, requisitar livros e muitas mais atividades.
- A importância dos livros é que nos fazem acreditar e sonhar, como o conto que eu ouvi. Se não tivéssemos uma biblioteca escolar não poderíamos sonhar, nem acreditar, nem ter esperança. Sem isso o que seria de nós?
- A biblioteca escolar é importante porque contém diversos livros que são importantes para o nosso desenvolvimento na leitura e na escrita e também para a nossa cultura.
- O livro, a leitura e a biblioteca escolar são importantes porque com eles o mundo da magia e da aventura fazem-me sentir vivo.
- Os livros dão-nos informações necessárias, a leitura leva-nos a outro estilo de vida, e a biblioteca dá-nos o passaporte para esse mundo.  
- Os livros para mim são importantes porque gosto de ler, gosto de livros com muitas histórias duma só vez. A leitura para mim é importante porque dá-me aprendizagens. A biblioteca escolar é importante para mim porque tem muitos livros, jogos, filmes, revistas e permite fazer pesquisas.
- A biblioteca escolar é um local onde se estuda e lê, mas também se convive. Esta biblioteca é muito importante nesta escola porque lá nós trabalhamos, mas também sonhamos.