No cumprimento do plano de actividades do projecto EMPRETIC, Empreendedorismo, Redes Educativas e o uso das TIC, um grupo de alunos deslocou-se a Alcañices e Zamora retribuindo a visita que os parceiros espanhóis tinham feito a Castelo Branco no passado mês de Abril.

Este projecto tem como objectivo principal o fomento do espírito empresarial nos alunos do ensino secundário mediante a colocação em prática de projectos transfronteiriços de inovação, baseados no uso de novos suportes TIC e centrados em actividades económicas tradicionais.

Neste âmbito a Direcção Geral dos Estabelecimentos Escolares – Direcção de Serviços da Região Centro e a Junta de Castilla e Leon de Espanha implementaram a rede EMPRETIC, rede esta dos estabelecimentos de ensino da zona centro de Portugal e os centros educativos de Castilla e Leon. Este projeto enquadra-se no INTERREG, Espanha-Portugal e tem apoio financeiro do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional via Comissão de Coordenação de Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC).

Para alcançar os objectivos, escolas portuguesas e espanholas, propõem-se a criar uma rede virtual de centros educativos de ambos os lados da fronteira, realizar projectos conjuntos de inovação educativa no âmbito do empreendedorismo e organizar encontros de alunos para acompanhamento e mostra de trabalhos.

Ao longo de dois dias, três e quatro de maio, vinte alunos da Escola Secundária Nuno Alvares acompanhados de dois professores visitaram o Instituto de Educação Secundária de ALISTE em Alcañices e também Zamora onde participaram em sessões de trabalho, e visitaram instituições e empresas.

Sendo uma zona em que a agricultura teve um grande influência ao longo dos tempos foi possível perceber que também por ali os índices demográficos estão em baixa.

Foi possível perceber que com o decorrer dos tempos as populações optaram por valorizar produtos até então pouco reconhecidos e de seguida conseguiram promove-los tanto nos mercados locais como exteriores.

Depois de uma visita ao Centro de Interpretação das Espécies Micrológicas,  em Rabanales, onde um guia deu a conhecer aos presentes muita informação sobre as espécies de cogumelos a começar pelos selvagens, houve oportunidade para visitar uma empresa que apostou na recolha, embalamento e comercialização de variados tipos de cogumelos.

Outra actividade local que os alunos de ambas as escolas, portuguesa e espanhola, tiveram oportunidade de visitar foi a olaria.

Nesta visita os alunos tiveram oportunidade de verificar todas as fases da produção desde a recolha do barro, o seu tratamento, a moldagem e ainda a cozedura. Foi uma oportunidade única de ver um produto acabado com a participação na respectiva confecção.

Do intercâmbio fez também parte uma visita guiada a zona histórica de Zamora onde foi possível ver a parte histórica e monumental da cidade.

De volta a Castelo Branco esteve bem presente a satisfação e sensação de que apesar da distância valeu a pena.