Com o intuito de contextualizar aprendizagens feitas Visita monsanto pengarcia idanha 01na sala de aula e também de dar a conhecer o património local e regional, os professores de História e de Ciências, que lecionam o sétimo ano de escolaridade, nas três unidades do AENA, convidaram os seus alunos a visitar as aldeias históricas de Monsanto e Idanha-a-velha e ter uma aula de paleontologia a céu aberto em Penha Garcia. Esta visita realizou-se nos dias 21 e 22 de abril e possibilitou o contacto com vestígios históricos da civilização romana e época medieval em Idanha-a-velha e Monsanto (conteúdos abordados na disciplina de História) e o percorrer da Rota dos Fósseis em Penha Garcia, de acordo com as temáticas estudadas nas aulas de Ciências. As visitas foram orientadas por guias da Naturtejo que deram a conhecer a riqueza do nosso património natural e histórico tantas vezes esquecido e não devidamente valorizado.

Ficam os alguns testemunhos de quem participou:Visita monsanto pengarcia idanha 02

(...) Os alunos dirigiram-se para Penha Garcia onde visitaram o parque "Naturtejo". Foi aí que fizeram um passeio pedestre pela Rota dos Fósseis. Foram acompanhados por uma Guia que lhes explicou que o parque faz parte da UNESCO e que toda aquela área está protegida com o objetivo de garantir a continuidade das espécies e a proteção da natureza. (...) Os alunos viram também um "mini-museu" com fósseis e uma montagem de um fóssil de um trilobite (animal que viveu entre 542 e 25 milhões de anos no fundo dos oceanos).
Depois da visita, os alunos almoçaram e divertiram-se num parque em Penha Garcia já com a noção de que não devem poluir e têm que preservar estes locais.

Rita Santos, n.º 20; João Bernardo, n.º 12; João Pedro, n.º 13 do 7.º A (NA)

Visita monsanto pengarcia idanha 03(...) Já em Monsanto, o guia levou-nos pela aldeia, onde havia certas casas que tinham unicamente uma telha, esta telha era uma grande rocha de granito. Caminhamos até uma zona onde se encontrava outra casa de uma só telha e que tinha ao lado um furdão (zona onde se guardavam os porcos). O guia contou-nos que o teto destes era de terra e barro, pois, era uma forma de gastar pouco dinheiro e tornar o abrigo mais quente para os animais no inverno. Continuamos a caminhar até que chegamos ao topo onde se localiza o castelo, aí foram-nos contadas algumas lendas que havia da aldeia. Todos gostaram das lendas que este contou.(...)

Inês Garcia, N.º 10 e Miguel Garcia, N.º 18 do 7.º B (NA).

Visita monsanto pengarcia idanha 04(...) Ao entardecer fomos até Idanha-a-velha, onde exploramos a aldeia tendo visitado o Batistério junto à Catedral, as ruínas e a magnífica coleção de epigrafia que atesta a presença dos romanos na antiga Egitânia. Vimos também o magnífico lagar onde se produzia o azeite com a azeitona dos campos circundantes. Partimos então de volta para Castelo Branco. A visita de estudo foi muito agradável e quase nem demos pelo mau tempo que se fazia sentir. Na minha opinião foi uma experiência muito enriquecedora, possibilitou o contacto com os vestígios da civilização romana, época medieval. Os nossos guias e professores tentaram dar-nos a conhecer o nosso maravilhoso património, pessoalmente adorei a "aula" de paleontologia a céu aberto em Penha Garcia.

Bernardo Almeida Lourenço, N.º 2; 7.º C (CCB).