Alunos da CCB visitam o Museu Cargaleiro

Com o intuito de contextualizar aprendizagens feitas na sala de aula e também de dar a conhecer o património e um espaço cultural de excelência albicastrense, as professoras de História, Isabel Gil e Lurdes Lopes e o professor de Educação Visual, Joaquim Almeida que lecionam as turmas A,B,C e D, do nono ano de escolaridade, na escola Cidade de Castelo Branco, convidaram os seus alunos no dia 9 de janeiro, a visitar o Museu Cargaleiro. Esta visita realizou-se em colaboração com os serviços educativos desta instituição e com a presença da professora Teresa Condeixa que acedeu em acompanhar a sua Direção de Turma nesta atividade. Durante as visitas, os alunos tiveram oportunidade de conhecer a vida, a obra deste importante artista, bem como, de outros artistas com quem este foi privando ao longo da sua vida, tais como Picasso, Vieira da Silva, entre outros.

No final da visita fez-se um balanço da mesma tendo a generalidade dos alunos considerado esta atividade como muito proveitosa e enriquecedora. Alguns manifestaram mesmo a sua admiração pela existência de um espaço tão rico em termos artísticos em Castelo Branco, tendo mesmo proposto a ideia de dar a conhecer este espaço aos seus familiares.

Uma atividade deveras frutífera em termos curriculares e pessoais para os alunos que frequentam este ano de escolaridade e que, decerto, contribuiu para a vontade de saber mais e motivou para o despertar de novos interesses de índole cultural.

O ATL do Agrupamento de Escolas Nuno Álvares proporcionou nos dias 18 de dezembro 2017 a 02 de janeiro de 2018 as Férias de Natal 2017.

O programa de férias pretendeu intercalar atividades de entretenimento e conhecimento onde o brincar teve a sua essência com novas aprendizagens ao nível da socialização, regras e valores.

Proporcionámos várias visitas onde a Magia do Natal teve a sua alegria, garantindo assim umas férias divertidas, cheias de sorrisos e descobertas, trabalhando a aprendizagem em grupo, promovendo novas experiências e aprendizagens que ajudam a crescer as nossas crianças.

É já tradição na CCB que durante a quadra natalícia o Clube de Teatro presentei os alunos, de preferência os mais novos, com uma representação que mostre o trabalho desenvolvido neste clube durante o primeiro período. Foi o que aconteceu este ano com a apresentação da peça “ Viagem de Magnólia” da autoria de Hélia Correia. Dado o elevado número de alunos que frequentam o clube foi necessário realizar três apresentações com três elencos diferentes para que todos os alunos que integram o clube pudessem experimentar a sensação de estar perante o público. Assim, foi realizada uma primeira representação na quarta-feira, dia 13 de dezembro para os alunos do pré-escolar. Na sexta-feira foram realizadas duas representações  cujo o público-alvo foram as turmas dos 3º e 4ºanos da CCB.

Todos se deixaram encantar pelas aventuras e desventuras da fada Magnólia que voando para além da floresta encantada, descobriu o mundo poluído dos humanos que ameaçava a paz e a harmonia do mundo das fadas. Todos sentiram a vontade de ajudar a reverter esta situação e ajudar a fazer um mundo melhor.

Desta vez  foi com fadas, duendes e elfos que o Clube de Teatro desejou Boas Festas a todos os membros do nosso Agrupamento.

Mais uma vez a comunidade Educativa de Castelo Branco 2017.12 Dia-needeu as mãos para assinalar o 3 de Dezembro, DIA INTERNACIONAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA, uma data que se reveste de particular interesse para todos nós, porque estamos na luta pelo direito humano da integração daqueles que são diferentes, mas têm direito ao convívio fraterno. Como disse Garcia Marquez, «um homem só tem o direito de olhar um outro de cima para baixo para ajudá-lo a levantar-se».

Em nome do Agrupamento de Escolas Nuno Álvares gostaria de deixar expresso o quão importante é para nós o facto de estarmos implicados na luta, difícil embora, de defesa da dignidade e do bem estar daqueles que por um ou por outro modo apresentam necessidades educativas especiais., mas detentores do direito de participação na vida em sociedade. Para tal, acreditamos no nosso contributo, através do qual pretendemos concretizar um efeito de escola que ratifique a importância da educação. É longo o processo e nós, Agrupamento, caminhámos para ideários pautados por uma política de inclusão.

É com inquietações e interrogações que nos vamos debatendo no sentido de construir uma escola diversa nos seus espaços, tempos e profissionais, tentando geri-los de forma individualizada para que cada aluno possa encontrar a Resposta adequada à sua diferença. Citando Gandhi, direi também que «a força não provém da capacidade física, mas da vontade férrea». No âmbito do atendimento diversificado, colhemos os frutos que têm o sabor da alegria e do júbilo.

É dentro deste contexto de transversalidade / interdisciplinaridade, assente numa lógica de escola de todos e para todos que a nossa prática pedagógica se desenvolve .É assim que pretendemos continuar a caminhar rumo à INCLUSÃO.

Amália Moreira