No âmbito do Ano Europeu do Património Cultural, o Clube Europeu da Escola Cidade de Castelo Branco visitou o Porto, nos dias 14 e 15 de junho. Os alunos relatam a viagem.

Partimos muito cedo de Castelo Branco, mas com grande entusiasmo.

Depois de uma viagem de autocarro, chegados ao Porto, deixámos as nossas bagagens no hostel onde iríamos pernoitar. Curioso salientar que este hostel se localiza nos edifícios da Estação de São Bento, resultado de uma reconversão funcional, e que nos surpreendeu pela estética e pela qualidade.

Seguimos para a “Livraria Lello”, muito antiga e uma das mais belas do mundo.

Depois do almoço ao ar livre, fomos a um dos mais bonitos monumentos da cidade “A Torre dos Clérigos”; subimos até ao último andar, de onde vimos maravilhosas paisagens da cidade do Porto e arredores. Visitámos também o Museu e a Igreja da Irmandade dos Clérigos, com obras de arte sacra muito valiosas.

Em seguida, dirigimo-nos para a ribeira, onde pudemos ver o rio Douro e a ponte de D. Luís, bem como inúmeros turistas e artistas (músicos, acrobatas, dançarinos, estátuas humanas…) que atuavam nessa área da cidade conferindo-lhe uma animação e movimento fantásticos.

 Regressámos à área dos Aliados, onde, anteriormente, tínhamos feito um trabalho de campo, no qual observámos e registámos o tipo de funções urbanas da área, o tipo de arquitetura, bem como a planta urbana, e daí fomos para o Centro Comercial “Via Catarina”, onde jantámos.

Assim que terminámos o jantar, passeámos pela Rua de Santa Catarina e pelo centro da cidade. Visitámos o “Hard Rock Café” e, como já tinha anoitecido, depois de um dia exaustivo, voltámos ao hostel.

 No dia seguinte, fomos visitar os jardins e o museu de Serralves onde pudemos observar várias exposições, nomeadamente, a Coleção Sonnabend: meio século de arte europeia e americana que nos permitiu conhecer diversas formas de expressão artística.

Depois do almoço, tivemos ainda tempo para apreciar a Estação de São Bento com os seus azulejos maravilhosos que representam aspetos da história de Portugal e também a evolução dos transportes até aos finais do século XIX.

 

- Do que mais gostei foi da visita à ribeira, pois adorei ver a ponte de D. Luís, bem como inúmeros artistas que atuavam nessa zona. Para mim, foi uma experiência única, que nunca irei esquecer!       

 

- Quando chegámos ao Porto fiquei a pensar: Um hostel… ao pé de uma estação de comboios? Mas depois fiquei espantado com a qualidade daquilo! Um beliche de três andares? What? O que é que se passa aqui? Claro que eu quis dormir no beliche mais alto!

Do que mais gostei foi de visitar a Livraria Lello, adorei! É muito antiga, gostei imenso e não me importo de repetir. Para mim, foi uma das melhores viagens que já fiz.

 

 

Texto: Catarina Encarnação

Opiniões: Catarina Encarnação e Jaime Loureiro