O escritor Moita Flores esteve, no dia 12 de março último, no auditório da Biblioteca Municipal de Castelo Branco, para um encontro com alunos da Escola Secundária Nuno Álvares e com professores do mesmo Agrupamento, no âmbito da Semana da Leitura.

O encontro com os alunos – quatro turmas do 11.º ano e uma de 12º –, que decorreu entre as 14:30 e as 16:00, versou sobre a construção do saber e do conhecimento e a importância que o livro e a leitura assumem na formação de qualquer individuo e na sua valorização pessoal. Moita Flores provocou e alertou. Quem não lê dificilmente terá opinião. Quem não lê despreza um mundo de oportunidades e atrofia a sua própria liberdade. Os alunos ouviram atentamente e participaram colocando questões pertinentes.

No encontro com os professores, que aconteceu entre as 16:30 e as 17:30, o conferencista debruçou-se sobre os pilares do texto ficcional, destacando a entidade tempo com um dos elementos de referência da existência humana e, por consequência, da ficção. Falou ainda sobre os modos de despertar os alunos para a leitura, numa sociedade quase completamente dominada pelas novas tecnologias. A assistência interveio exprimindo opiniões, fruto de uma reflexão em movimento.

Esta atividade, que movimentou pedagógica e culturalmente a Escola, foi organizada pela Biblioteca Escolar /CRE e faz parte do Plano de Atividades da ESNA.